skip to Main Content
clube@utilizadores.pt ​ ​  ​​ ​ ​ ​  ​​ ​ ​ ​  ​​ ​ ​ ​​ [ Iniciar sessão ]​​

Cuidado, a extensão do suporte ao Windows 10 pode ser perigosa

Bom dia,

Ao ler a notícia de que a Microsoft vai prolongar por mais 3 anos o suporte ao Windows 10, mas apenas por subscrição, tenho de me preocupar, e lançar um alerta.

Basta ler o artigo publicado na página 22 desta edição 278 da revista COMPUTADOR (artigo “Cuidado com os falsos alertas que infectam o seu computador”) para perceber que depois de 14 de Outubro de 2025 seremos inundados de mensagens falsas, a pedir para pagar determinada quantia caso desejemos manter o Windows 10 seguro.

É fundamental proceder como está descrito na revista, ter muita atenção às mensagens que irão com toda a certeza aparecer por todas as formas, e serão falsas.

Mas, a Microsoft também não ajuda, pois adiciona publicidade aos seus serviços, e subscrições (como o Office 365) dentro de janelas do próprio Windows.

Tudo isso será aproveitado pelos amigos do alheio para nos ir à carteira.

Tenham muita atenção!

Cumps,

Américo Rocha

This Post Has 2 Comments

  1. Ao amigo Américo Rocha, obrigado pelo seu cuidado em divulgar a ‘suspeita’ perante o fórum.

    Espero que não haja muitos ‘tugas’ a cair na esparrela, se for o caso.

    Bem haja!

    _____________
    Rogério de Sousa
    * Porto

  2. Boa tarde,

    O que a Msft faria de bom era clarificar rapidamente a questão, pois se a subscrição do tal prolongamento de suporte para o Windows 10 é facilmente acomodado pelas empresas, não será fácil para a esmagadora maioria dos utilizadores particulares, é mais uma renda.

    Para evitar a tal rede de pesca que os larápios irão usar, e abusar, era bom que a Microsoft começasse rapidamente a informar que não, não irão pedir dinheiro para manter o Windows 10 seguro após 2025.

    Se não for negada a intenção ou, pior ainda, se forem para a frente com esse confisco, todos teremos de ter muito cuidado, eles (os vigaristas) não perdoam, estão sempre a ver onde nos podem tramar.

    Saúde,

    Eduardo Lopes

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *