skip to Main Content
965015602 clube@utilizadores.pt clubedeutilizadores.pt ​ ​  ​​ ​ ​ ​  ​​ ​ ​ ​  ​​ ​ ​ ​​

Incompatibilidade com o Windows 11

Bom dia :

Tenho uma board ASUS e uma máquina com cerca de 5 anos , com processador I7 de 64 bits , com 8 Mb de memória ram ,

actualizei a bios que estava desactualizada para Fevereiro de 2021 , curiosamente ao fazer o teste recomendável para ver

se a máquina está receptiva ao Windows 11 , diz que não passa para a actualização do Windows 11 , mas não esclarece qual

o motivo ?

Será da máquina ou é para toda a gente comprar máquinas novas ??

Meus cumprimentos

Luis Simões

This Post Has 6 Comments

  1. É habitual. Como deve compreender, é apenas NEGÓCIO DA MICROSOFT e PARCEIROS, para venderem PCs. Se desejar, logo que o W 11, seja lançado, e o ISO, esteja disponível, transfira o ISO para um PEN DRIVE, e faça instalação de raiz. Se precisar algo diga. Faça o ISO FINAL

    Cumprimentos

    JOSE BERNARDO

  2. Bom dia.

    Também eu não poderei actualizar os meus dois computadores (desktop e laptop) para o Windows 11, apesar de terem o Windows 10 actualizado para a versão mais recente e processadores e gráficas bastante poderosos.

    Porém e tal como no seu caso, falta nas máquinas a exigência máxima da Microsoft: um tal TPM2.

    Segundo o que aparece nas pesquisas, esse TPM tanto pode nem existir em máquinas com 5 anos, como poderá existir, mas encontrar-se desactivado.

    E se for o último caso, bastará proceder à activação.

    Sempre gostei de ter os meus computadores actualizados, desde o Windows XP.

    Mas confesso que desta vez não o irei fazer.

    E certamente que milhões de pessoas em todo o mundo irão mandar a Microsoft às favas!

    Deitar ao lixo máquinas que nos custaram, em alguns casos, uma fortuna, só porque têm mais de 5 anos e não podem receber o Windows 11?…

    Só mesmo um louco!

    Por exemplo, além dos tais processadores e gráficas bem poderosos, tenho no portátil um disco SSD de 512 GB e um disco mecânico de 1 TB.

    No desktop, um disco SSD de 512 GB e um de TB, mais dois discos mecânicos de 1 TB cada. Tudo montado na empresa que montou este PC.

    Não preciso do Windows 11…

    Acho a decisão da Microsoft uma estupidez inqualificável, até porque a fortuna da empresa não é fabricar e vender computadores.

    E todas as marcas fabricantes (Asus, DELL, HP, Lenovo, etc) iriam enviar para Marte o stock de máquinas e de componentes que têm em stock?…

    Cumprimentos.

    NOBRE LUSO

  3. Bom dia

    O TPM 2 é de facto o grande problema, tal como é referido nesta revista COMPUTADOR 253:

    clubedeutilizadores.pt/computador-253/

    Mas, também é dito para aguardar já que a Microsoft terá de dar muita explicação.

    Aliás, já o Windows 10 obrigava ao TPM 1 e afinal qualquer computador passou a poder actualizar-se.

    Noutra revista COMPUTADOR (251) foi noticiado o facto da protecção TPM 2 poder ser resolvida com instalação de uma simples placa, que custaria cerca de 20 Dolares/Euros, mas que agora tem valores inflacionados pelos especuladores.

    Existem e existirão formas de contornar este problema, como tem vido (e muito bem a meu ver) afirmado na COMPUTADOR.

    Já foi explicada uma solução que, ao ser mostrado o alerta de incompatibilidade, engana o processo de instalação e esta progride.

    Também foi agora nesta edição 253 publicada a solução que um fabricante está a lançar, que actualiza a Bios e resolve o problema.

    Em suma, vamos aguardar calmamente, e desta vez sentadinhos, sem pressa a actualizar o Windows para o 11 pois até dizem que pouco mais trás do que cosmética, mas nestes primeiros tempos trará muito bugs (lembram-se da catadupla de problemas com o Windows 10 nos meses seguintes a ser lançado?).

    Aguardemos, a procissão ainda nem sequer vai no adro.

    Luis C. Neto

  4. Boa tarde.

    Concordo com ambos, não necessitamos do Windows 11 e não devemos correr riscos para já a forçar essa actualização.

    Muito terá de ser explicado como tem vindo a ser defendido pela nossa revista COMPUTADOR e alguns passos terão de ser dados para trás na arrogância da Microsoft.

    É que não são apenas os componentes que os fabricantes teriam de deitar fora, já pensaram numa grande empresa com centenas de computadores, o quanto teriam de gastar para os substituir?

    Ou, cada ministério publico a ter de substituir milhares de computadores?
    Era uma festa para os “amigos” que fariam uma negociata, e uma desgraça para nós, contribuintes, que teríamos de pagar essa festança de meia dúzia.

    É a minha opinião.

    Americo Rocha

    P.S.: E não venha a Microsoft dizer que é para aumentar a segurança, pois vai é causar grande insegurança em todos os que actualizarem “por fora” e forem proibidos de actualizar o seu sistema como eles ameaçam fazer, e depois todos os que usando versões anteriores do Windows não os puderem actualizar e continuarem a usar sistemas desactualizados e vulneráveis.

    Parece-me é que é mais uma coisa tipo Apple, novo sistema operativo para novas máquinas, gastem lá o dinheirinho.

    Era bom ter o Windows de borla como foi prometido pela Microsoft não era? Não existem almoços grátis…

  5. Olá,

    Quem precisa de um computador para trabalhar não necessita certamente de passar para o Windows 11 logo que este saia! o Windows 10 vai ter suporte até pelo menos 2025 pelo que com mais 4/5 anos haverá certamente novidades ao nível de hardware que possam justificar adquirir um computador novo já com o Windows 11.xxx e reformar os equipamentos antigos.

    Tal como aconteceu com o Windows 10 nesta “modalidade” de Windows como serviço, o sistema vem inacabado, as primeiras versões não vão estar isentas de bugs nem têm todas as funcionalidades prometidas!

    ___
    Rui Paz

  6. Boa tarde amigos .

    O meu problema é o de todos que precisam de trabalhar com os computadores , e quando a Microsoft

    diz que a partir de determinada data deixa de fazer actualizações como é de seu costume , o Windows 10

    ficar sem proteção .

    Tive uma cena há muitos anos com a Microsoft , que nem era assim que se chamava , não sei já se em

    Oeiras ou Cascais , Tinha um software que me estava a dar problemas comercializado por uma conhecida

    Empresa de software e coloquei telefonicamente o problema á Microsoft , resposta textual do funcionário

    da Microsoft , o software é desenvolvido pela Microsoft ? Disse-lhe que não , resposta se não é a responsa-

    bilidade não é da Microsoft , as aplicações como o packt do Office é que somos responsáveis , todas as outras

    não nos responsabilizamos e ponto final , não se teve sequer para incomodar .

    Luis Simões

Responder a Entreajuda Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *